Tag: Escrever

Aguá e sabão (poema)

26/04/2003 by in category Poemas tagged as , , ,

Tudo amolece com água e sabão ela diz sem aspas sem trema escrevendo em cada prato um poema. Tudo tem jeito até para o que não tem ela diz embrulhando mamão em papel laminado sem pauta sem margem fazendo de si uma figura de linguagem.

0 0 Read more

Amor gramátical

26/04/2003 by in category Poemas tagged as ,

Se tivesse um pingo de consoante por mim vírgula eu exclamaria dois pontos na mesma linha acento agudo volta mas você travessão na rua fechou aspas e foi embora.

0 0 Read more

Antes de escrever poesia

26/04/2003 by in category Poemas, Vídeos tagged as , ,

Antes de escrever poesia  aprenda a dançar samba, para os dias da semana  reggae, para os dias de sol  tango, para os dias de lua cheia sinta a poesia dos pés a cabeça  enquanto ela passa pela sua coluna. Antes de escrever poesia aprenda a beber água  sinta a falta de gosto sinta a falta […]

0 0 Read more

Arnaldo Jabor quer descabaçar Peter Pan

26/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , ,

Gosto de ler crônicas andando de bicicleta. Transformo os textos em arquivos de mp3, coloco no celular, plugo o fone de ouvidos e pronto: biciblioteca. Atualmente estou ouvindo 708 crônicas maravilhosas. Esse é o título do livro. Peguei na internet. Recomendo. Memorizei o número 708, porque tive que dar 708 espaços entre as cronicas, para que o programa pudesse transformar os 708 […]

0 0 Read more

Batatinha quando não nasce

25/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. O problema não é azul. O problema não é vermelho. O problema é serventia que diz que chinelo só serve pá pô pé que diz que coador só serve pá pô pó que diz o quê pó de e não pó de pô na poesia. […]

0 0 Read more

Clara e gema

24/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Clara e gema caem no leite enquanto a casca vai para o lixo. Clara e gema! É claro! O que vale a pena não descasca.

0 0 Read more

Colombo em pé

24/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Cada poeta tem seu jeito de ir longe no perto e abrir aberto. Cada poeta tem seu jeito de dar nó em milagre ensaboado. Cada poeta tem seu jeito de ficar desapontado ao gastar grafite. Cada poeta tem seu jeito de ver continuidade em cabeça de intervalo. Cada poeta tem cem jeitos de ir além […]

0 0 Read more

Como eu me sinto

24/04/2003 by in category Poemas tagged as , , ,

Às vezes me sinto poeta as veias se dilatam a beleza entrae o redemoinho de bosta de galinha pincelado no terreirofaz lembrar van gogh. Sou uma criança segurando um algodão doce no parque de diversões. Às vezes me sinto gaveta as veias se trancam a beleza sai e a chuva de granizos caindo no telhadofaz lembrar o pólo […]

0 0 Read more

Crise gramatical

24/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Na, dúvida, entre, por, ou, não, por, eu.

0 0 Read more

Doação de poeta

23/04/2003 by in category Poemas tagged as , , ,

O que pode o poeta dar senão seu espanto seu pranto seu canto seu cacarejar? O que pode o poeta oferecer senão seu ser seu santo seu encanto seu despertar? O que pode o poeta roubar senão seu olhar embriagado distraído entorpecido de mau-olhado? O que pode o poeta sim? O que pode o poeta […]

0 0 Read more