ÍNDICE A-Z

C
P

AULA 05 | ELIMINE A GORDURA

30/10/2021 by in category Aulas with 0 and 0

Poesia não é lugar para palavras gordas. O que são palavras gordas. São aquelas palavras tão amplas de significado que não significam nada. Substantivos abstratos, por exemplo, significa tanta coisa que não significam nada.

Em um poema, ao invés de dizer “futebol é a vida de João”, por exemplo, troque por uma imagem que diga a mesma coisa sem dizer “vida”. Diga, por exemplo, “João dorme e acorda de chuteira”. Ao pensar em alguém que dorme e acorda com chuteira, o leitor saberá que “futebol é a vida de João” sem que você precise dizer isso literalmente.

Outras palavras gordas são os adjetivos e advérbios de intensidade. Por exemplo, na frase “ela estava muito cansada”, “cansada” é adjetivo e “muito” é advérbio de intensidade. Troque ambas as palavras por uma imagem que diga a mesma coisa. Diga, por exemplo, “ela andava arrastando os pés”. Ao pensar em alguém que anda arrastando os pés, o leitor saberá que “ela estava muito cansada” sem que você precise dizer isso literalmente.

Escrever poesia é esconder a ideia, deixa-la implícita. O poeta nunca diz nada explicitamente, ele deixa sempre subentendido para que o leitor possa fazer o trabalho de interpretação. Essa é a graça de ler e escrever poemas.

EXERCÍCIO 05 | ELIMINE A GORDURA

Reescreva seu texto eliminando a gordura. Elimine os substantivos abstratos, os adjetivos e os advérbios de intensidade substituindo-os por imagens representativas. Se para isso for preciso jogar fora o texto anterior e escrever um texto novo, não tenha preguiça, escreva um novo texto.

Exemplo:

Texto gordo: “Eu era uma pessoa muito despreocupada”

Texto sem gordura: “Caminhando contra o vento / Sem lenço e sem documento / No Sol de quase dezembro” (Caetano Veloso)

© 2020 · Marcelo Ferrari