SÉRIES


ÍNDICE A-Z

C
P

Caso do sanfoneiro

24/04/2003 by in category Prosa tagged as , , with 0 and 0

Por acaso era cego. Sentou-se numa caixa de madeira, colocou o chapéu na frente e começou a tocar minha música favorita de Luiz Gonzaga: Asa Branca.

Quando saí do banco, fui colocar algumas moedas no chapéu do sanfoneiro.

Por acaso, um transeunte, cego de pressa, chutou o chapéu bem na hora que me aproximei. Foi nota para todo lado. Corri apanhá-las antes que o vento as furtasse. Recoloquei tudo no lugar de origem, acrescentei minhas moedas.

Fui para banca de revista. Escolhi três almanaques ao acaso e pedi para o jornaleiro calcular o valor.

Quando o jornaleiro falou o total, contei meu dinheiro e percebi que não tinha o suficiente. Retirei um almanaque do monte e pedi que o jornaleiro recalculasse.

O jornaleiro pegou meu dinheiro, colocou os três almanaques num saco plástico e me disse que o dinheiro não vinha ao caso. Agradeci e fui para o ponto de ônibus.

Dentro do ônibus, somei o preço dos almanaques. O tanto que faltou para pagar as três revistinhas foi exatamente o tanto que dei ao sanfoneiro.

Fim do caso.

© 2020 · Marcelo Ferrari