Ela suporta

22/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , with 0 and 0

Ela suporta
os porres do marido
os podres do padre
o jogo do bicho
a bituca de cigarro.

Ela suporta
o batom da prostituta
a declaração esculpida
o bife acebolado
o resto de comida.

Ela suporta
os cotovelos
as porradas do truco
o batuque do samba
a parafina da vela.

Ela suporta
a culpa
a desculpa
o prato
o saleiro
o fardo
o fado
o fato.

A mesa suporta
o mundo 
de quatro.

Leia mais:
Terceiro milagre de ... Assisti na internet. Ao vivo. Na época do impeachment. Lula disse que aconte...
Eu me esqueci Desculpe o atraso eu me esqueci  na gaveta junto com as cuecas meias...
Vinte tanto anos Tenho vinte e tantos anos um coração que perdeu as contas Tenho vinte ...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up