Tag: N

Não escrevo poemas

13/04/2003 by na categoria Poemas tagged as ,

Não escrevo poemas me descasco concêntrico feito cozinheira abrindo cebola. Não escrevo poemas tiro a roupa sem pudor feito gordo dentro da sauna. Não escrevo poemas me entrego ao acaso feito prostituta ao próximo cliente. Não escrevo poemas resumo meu insumo feito criança enchendo bexiga.

0 0 Read more

Não sei

13/04/2003 by na categoria Músicas tagged as , , ,

Não, não sei se o que trago nas costas são as apostas que ainda não se cumpriram ou se cumprirão Não, não sei se o que mostro num sorriso feito é oposto do que sente o peito e se isso é algum defeito Mas eu sei que a morte é manca sei que o medo […]

0 0 Read more

Não tenho saco para poesia

13/04/2003 by na categoria Poemas tagged as , , ,

Não tenho saco para poesia! Aliás, tenho: saco de lixo Carlos Cabral de Andrade Pedro Álvares Colombo Cristovão de Melo NetoPai, filho, espirro do santo… Para mim! Para eu! Quer saber? É span! Power point! Farinha do mesmo saco Não tenho saco para poesia! Aliás, tenho: saco de risada Nunca vi coisa para não dizer […]

0 0 Read more

Natureza não dá salto

13/04/2003 by na categoria Músicas tagged as , , ,

A natureza não dá salto nem pro lado e nem pro alto tudo nela é inerente A natureza não tem pressa não faz jura e nem promessa tudo vem naturalmente A natureza é muito sábia e nunca vi cair na lábia nem no conto do vigário A natureza é mesmo assim com começo meio e […]

0 0 Read more

Nem eu

13/04/2003 by na categoria Crônicas tagged as , , ,

Eu era fascinado por ciência e estava prestes a ter minha primeira aula de filosofia. A professora entrou na sala, fez chamada e desenhou uma fogueira na lousa. Depois pegou minha mão e começou a me conduzir para fora da Caverna de Platão. Pense numa pessoa em choque. Multiplica por 1000. Eleva a n+1. Era […]

0 0 Read more

Nimim

13/04/2003 by na categoria Poemas tagged as , , ,

Eu caibo nimime me bastocomeço, meio e fimnota e compasso. Eu caibo nimime me lastromeio, fim e começorua e endereço. Eu caibo nimime me vastofim, começo e meiopasso e passeio.

0 0 Read more

Ninguém acreditava

13/04/2003 by na categoria Poemas tagged as ,

Ninguém acreditava! O delegado fez pouco caso o guarda de trânsito fez fusquinha o confeiteiro fez cu doce a telefonista achou que era trote. Ninguém acreditava! A samambaia despencou de rir o trevo só tinha duas folhas o cravo brigou com a rosa o coqueiro fez coco. Ninguém acreditava! A cadeira cruzou as pernas a mesa […]

0 0 Read more

Nono funk do MC Betão

13/04/2003 by na categoria Diálogos tagged as , , ,

Beethoven entrega as partituras da nona sinfonia ao produtor da gravadora. — Fala sério, Beethoven, precisa disso tudo? — Claro que precisa! É uma obra de arte. — E aquele dinheiro que te prometi? Está precisando daquele dinheiro também? — Sim, muito! — Então melhor a gente diminuir essa banda. — Não é uma banda, […]

0 0 Read more

Nossa falta

13/04/2003 by na categoria Poemas, Vídeos tagged as , , , ,

Andamos pelas estradas cruzamos horizontes e rios construímos pontes passamos frio moramos na cidade alta embaixo do trem mas quem vai sentir nossa falta quando não houver mais ninguém? Brigamos entre tribos dividimos os dias em feiras enchemos a biblioteca de livros pra depois jogá-los na fogueira pra luz cair pela ribalta sobre a espuma […]

0 0 Read more

Notícias de lá

13/04/2003 by na categoria Poemas, Vídeos tagged as , , , ,

Trago notícias de lá. Lembra de lá? Lá onde lá não existe? Lá onde lá não importa? Lá de onde nunca saímos? Lá pra onde estamos voltando? Lembra de lá? Trago notícias de lá. Lá está se preparando para festa. Fogos sem artifício doce de batata doce. musica das esferas. Pode ouvi-la? Trago notícias de […]

0 0 Read more
12
© 2018 · Marcelo Ferrari