A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

X

Y

Z


Ser Humano Futebol Inútil

26/06/2018 by na categoria Crônicas, SHFC tagged as , , , with 0 and 0

Quando alguém diz que um jogador é bom e outro é ruim, o que está sendo dito? E por que as opiniões são discordantes? Por que bom e ruim nunca é unânime? A resposta é a diversidade de critério de avaliação. Segundo o critério feminino, por exemplo, o melhor jogador de futebol do mundo é o Brad Pitt, pois o critério feminino se baseia na beleza e não na habilidade do jogador em jogar bola. É aí que começa o problema do futebol arte.

Arte não é uma atividade profissional, é uma atividade lúdica. Fazemos música, cantamos canções, dançamos, fazemos sexo, contamos piadas, inventamos histórias, soltamos pipa e jogamos futebol por prazer. Atividades lúdicas têm fim em si mesmas, visam o aproveitamento do meio. Bom e ruim, no critério lúdico, expressa quão prazerosa é uma atividade.

Só que o capitalismo tem esse poder de profissionalizar tudo que é lúdico para depois nos vender bem caro o que é de graça. O capitalismo profissionalizou o futebol. E o critério de bom e ruim do profissionalismo não é o prazer, é a utilidade. O profissionalismo não é humano, é maquinal. Para o profissionalismo, o bom é o útil, o que tem serventia, o que serve para produzir resultado final, placar final. Só que prazer é inútil. Não serve pra nada. Só serve para ser feliz.

Eis o dilema do futebol brasileiro: ganhar ou ser feliz?

“Ganhar é ser feliz!” pensamos. Só que esse pensamento não é nosso, é uma atendente de telemarketing falando dentro da nossa cabeça.

Ser Humano Futebol Fama
Ser Humano Futebol Misturado
© 2018 · Marcelo Ferrari