SÉRIES


ÍNDICE A-Z

C
P
S

Porque skate é marginal

21/11/2019 by in category Prosa, Skateando tagged as , , , with 0 and 0

Skate é esporte ou estilo de vida? Esse debate é longo e polêmico. O mais sensato é pensar que é ambos. Porém, para o entendimento da marginalidade do skate, é necessário fazer uma separação por pertencimento. O skate enquanto esporte, é mundial, não pertence a nenhuma nacionalidade, tribo, cultura ou sociedade. Pertence aos atletas que andam de skate. Já o skate, enquanto estilo de vida, tem dono sim. Pertence aos americanos. Mais especificamente aos californianos. Mais especificamente ainda a um grupo marginal de californianos: os surfistas.

Oh yeah! A alma do skate vem do surf. O skate or die é filho do lets surf now. Por isso o skate é marginal. Surfistas são maconheiros, desencanados, descapitalizados, mal arrumados, fora da regra, fora da curva, fora do status quo, ou seja, são habitantes da margem (marginais).

Claro que o skate, como todo filho rebelde, se rebelou contra os pais e saiu de casa. A trilha sonora do skate, por exemplo, era o rock e hoje é o hip hop. O cabelo era de franja e hoje é curto. Muita coisa foi agregada, adaptada, retirada e modificada. Mas o que não mudou (ainda) na cultura do skate é a marginalidade. E se depender do skatista, não vai mudar nunca. Mesmo sob a pressão do dinheiro e do comitê olímpico. Aliás, nessa resistência, o skate tem sido medalha de ouro.

© 2020 · Marcelo Ferrari