A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

X

Y

Z


FRONTSIDE STALL DIMINUTA

07/08/2019 by na categoria Crônicas, Skateando tagged as , , , with 0 and 0

Violão tem um braço, seis cordas e dezenove trastes. Entre um traste e outro, se forma um espaço para colocar o dedo, chamado casa. Colocando um dedo em uma casa, ao tocar, você tem uma nota. Tocando três ou mais notas ao mesmo tempo, você tem um acorde. Para tocar violão, primeiro você aprende os acordes maiores e menores, que são os mais básicos, pois necessitam de menos habilidade na movimentação dos dedos, depois os mais avançados. No começo os dedos travam mesmo nos acordes básicos. Parece impossível ir de um acorde para o outro. Mais impossível ainda, ir de um acorde para o outro no ritmo. Você faz careta. Briga com os dedos. Se enrosca. É o caos! Depois de praticar bastante os acordes básicos, trocar de um acorde para o outro fica automático. Daí, quando você vai aprender os acordes difíceis, descobre que não tem nada de difícil, que são apenas variações dos básicos. Muda um dedo de posição, acrescenta mais um dedo na casa vazia, retira outro, escorrega o mindinho para casa da frente. E assim por diante.

Andar de mini ramp é similar. Só que uma mini ramp é um violão que só tem dois trastes, chamados coping. Então, você só tem uma casa para fazer todos os acordes, chamados manobras. Claro! Usando os pés. De resto é muito parecido. Para andar de mini ramp, primeiro você precisa aprender as três manobras básicas: drop, rock and roll, stall. No começo é o caos também. Falta equilíbrio. As pernas se recusam a fazer o movimento. Os pés se enroscam. Você olha para baixo e tem convicção absoluta que vai cair e vai morrer, mesmo estando a um metro de altura do chão. Depois de vencer o medo e praticar bastante as manobras básicas, executá-las fica automático. Daí, quando você vai executar as manobras difíceis, descobre que não tem nada de muito difícil também, que são apenas variações das manobras básicas. Muda uma posição no truck, acrescenta um movimento a mais, retira outro, escorrega o shape para frente. E assim por diante, igual no violão.

Hoje aprendi o smith de fake, que no violão seria um frontside stall diminuta.

Fodeu
Goforit
© 2018 · Marcelo Ferrari