Vidáfio

05/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , with 0 and 0

Aqui jaz um homem
que escalou montanhas
plantou soja
fez fortuna
alimentou milhões
gerou empregos
pagou salários
foi famoso
gravou disco
teve filhos
escreveu um livro
e morreu.

Aqui jaz uma nação
que triunfou
venceu guerras
elegeu governantes
criou moeda
importou
exportou
teve relações diplomáticas
cobrou impostos
produziu cientistas
poetas
pirâmides
entrou pra história
e morreu.

Aqui jaz um planeta
com pastos
florestas
rios
oceanos
civilizações
cardumes
manadas
três atmosferas
sete infernos
se chamou terra
e morreu.

Aqui jaz um sol
estrela da cena
centro
que deu vida
deu tudo que tinha
até que secou
implodiu
e morreu.

Aqui jaz uma galáxia
palco de estrelas
papel de parede
script
sala de bate-papo
conjunto matemático
que conteve
esteve contida
e morreu.

Aqui jaz um universo
útero de sóis
planetas
plantas
pernas
olhos
outros úteros
outros universos
e morreu.

Aqui jaz aqui
para vida ser
eterna.

Leia mais:
Vida de barbeador Conversando com um barbeador. — Você nem tem barba ainda. — Ooooh! Respei...
Virgem láctea Me arquei sobre os ombros de Vera e fui bisbilhotar a manchete do jornal. Ap...
Vejo demais Vejo a criança no velho correndo pela vizinhança jardinada.Vejo se quero se ...
Espalhe a palavra!

AUTOR


Meu nome é Marcelo Ferrari. Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

        

Scroll Up