Vida de saleiro

05/04/2003 by in category Diálogos, Vida das Coisas tagged as , , , with 0 and 0

Conversando com um saleiro.

— Sai caralho!
— Você está equivocado. Não sou uma cueca, sou um saleiro.
— Sai buceta!
— Também não sou calcinha.
— Sai merda!
— Também não sou um cu.
— Sai porra!
— Também não sou um pinto.
— Então, deixa o sal sair, só um pouco.
— Que tal pedir com gentileza. Gentileza gera gentileza.
— Ok, por favor, faz sair sal.

O sal não sai.

— Tá vendo! Pedi com gentiliza. E agora?
— Tô me sentindo pressionado. Vamos conversar um pouco.
— Mas eu quero sal, não quero conversar.
— Como foi seu dia, me conta?
— Foi bom. Quer dizer, tava sendo bom, até chegar aqui e encontrar um saleiro discípulo de Freud. 
— Hehehe… Essa foi boa. Tá vendo!
— Tá vendo o que?
— Você falou de outra coisa além do sal.
— Sim, falei, agora faz o sal sair.
— E como é que foi sua infância?
— Fala sério! Minha infância foi igual de todo mundo.
— Algum trauma?
— Teve uma vez, na escola, eu devia ter uns seis anos, que… Perai Sigmund! Eu quero colocar sal na batata frita, não quero fazer terapia com um saleiro!
— Tudo bem… prossiga… você tinhas uns 6 anos, e….
— E de repente já era 2017
— E o que tem em 2017?
— Inventaram o sal de saquinho!

 

Leia mais:
Mastigando agendas Entrei no ônibus mastigando o futuro. O tempo estava contra, mas o trânsito...
Wake up Nego! (Mensagem para geração coca cola) Se você sabe que Elvis morreu, que Michae...
Nossa falta Andamos pelas estradas cruzamos horizontes e rios construímos pontes ...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up