Vida de geladeira

05/04/2003 by in category Diálogos, Vida das Coisas tagged as , , , , with 0 and 0

O cara abre a porta da geladeira de madrugada.

— Apaga a luz! Estou dormindo!
— Sou eu!
— Você!!!! Veio comer?
— Não.
— Beber leite?
— Não.
— Já sei! Cerveeeeeeja?
— Nada disso.
— Porra, o que você quer?
— Quero te contar uma coisa.
— Você quer me contar uma coisa?
— Ééééé! Isso!
— Que coisa?
— Aprendi a tocar bossa nova!
— O queeeeê!?
— Bossa nova! Aprendi!
— Tá de sacanagem comigo, né?
— Não, é verdade, aprendi.
— Bossa nova! Que merda é essa?
— É um ritmo musical.
— Ah tá! E o que eu tenho a ver com isso?
— É bem difícil, tive que praticar muito.
— Difícil é fazer gelo! Tenta pra você ver!
— Uma coisa de cada vez, pelo menos já prendi bossa nova.
— Cacete! Você só sabe falar disso? E não tem mais ninguém para você contar seu grande feito, além de uma geladeira?
— Que acenda a luz para conversar, não.
— O microondas também acende a luz! Conta pra ele.

O cara abre a porta do microondas.

— Apaga a luuuuuz! Estou dormindo!
— Sou eu!
— Você!!!! Veio comer?
— Não.
— O que foi então?
— Quero te contar uma coisa.
— Você quer me contar uma coisa?
— Ééééé! Isso!
— Que coisa?
— Aprendi a tocar bossa nova!

Leia mais:
Vida de saco de supe... Conversando com um saco de supermercado. — Você sabe que não fui feito pr...
Happy psicopata Barba por fazer, cabelo por fazer, bigode por fazer, cigarro por favor. Hap...
Vida de tomada Conversando com uma tomada de três pinos. — Tá maluco, é? — O que foi? ...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up