ÍNDICE (A-Z)

 

VERDE

 

Quando estou sozinho eu danço
Ligo a vitrola tiro o sapato
Quando estou sozinho eu canto
Eu toco, eu sambo
Eu lambo o prato

Porque eu sou verde
Bicho do mato
Nem eu me entendo de fato
Sou rosa choque
Sou arredio
Por natureza vadio

Quando estou sozinho eu sou eu
Sou o que sou, muito feliz
Quando estou sozinho sou mais eu
Eu vou, eu voo
Coço o nariz

Créditos

   

Veia poética
Vestibular do futuro
© 2017 · Marcelo Ferrari