Vaca amarela online

05/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , , , with 0 and 0

Sei que não é aconselhável tocar no assunto, com pena de comer toda bostadela, mas como dizia minha vó: verdade seja dita. Educação é vaca amarela. Por isso que nos colocam para assistir Galinha Pintadinha (e similares) desde o berço. Para entendermos que é bico calado ou come toda bostadela.

Atualmente, como a vida virou um aplicativo de smartphone, a vaca amarela ficou online também. Olha só quantas estão pastando pela sua timeline agora mesmo! Alguma vez você já conversou com elas? Alguma vez elas já conversaram com você? Não tem isso! Vacas online são vacas de presépio, vacas figurativas, que adicionamos apenas para não nos sentirmos sozinhos. Se conversar com a vaca online a vaca vai pro brejo. O máximo que podemos fazer é brincar de guerra fria. Uma vaca posta um coice-paste disfarçado de “não é para você”. Ruminamos, ruminamos, ruminamos e postamos um coice-paste no sentido oposto. 

E assim caminha a humanidade: amarelando. Isso mesmo! Pois quem caga não é a vaca, somos eu, tu, ele, nós vós, eles. Também não é por menos! Se sente o que sente: come a bostadela. Se pensa o que pensa: come a bostadela. Se gosta do que gosta: come a bostadela. Se é o que é: come a bostadela. Sinceridade online só por ato falho ou falha do corretor ortográfico.

À merda a bostadela! 

Pronto falei!

Leia mais:
Virgem láctea Me arquei sobre os ombros de Vera e fui bisbilhotar a manchete do jornal. Ap...
Rei do jardimdim O rei do jardimdim sobe nas tamancas bate no peito grita sua fama co...
Só preciso de quatro... Lâmpada precisa de cem. Loteria precisa de seis. Eu só preciso de quatro.Vog...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up