ÍNDICE

Terra em transe

07/04/2003 by in category Crônicas tagged as , with 0 and 0

Não era cometa. Não era meteoro. Não era guerra. Não era greve. Não era nova era. Era Eros. Em forma de bebê. No colo da babá. Fazendo padedê e gugudadá. Chacoalhando uma cabaça de plástico, com tanta perícia, que daria inveja a um pajé. A freqüência foi penetrando no ouvido da rotina desatenta e colocando o tempo em transe. A babá ficou bêbada. O porteiro interfonou para cobertura do bolo. Chico foi ver a banda parar. Surgiu um treco entre o tic e o tac. Foi então, que a mãe do bebê chegou, retirou o chocalho da mão de Eros, e deu corda na batuta do maestro. O bebê começou a chorar. A mãe gritou: “Pára! Pára! Pára!” E o tempo voltou a transitar.

Leia mais:
LISTA DE TRANSMISSÃO
Receba um texto por dia
34998770140