Tag: Sabedoria

Abismado

26/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Dia após dia  ele caminhou até a beira do abismo e pulou.  Passo após passo  ele caminhou até a beira do abismo e pulou.  Vez após vez  ele caminhou até a beira do abismo e pulou.  Até que parou.  — Por que parou? — perguntei. — Não tenho mais medo  — ele respondeu.

0 0 Read more

Admita

26/04/2003 by in category Imperativos, Poemas, Vídeos tagged as , , , ,

Primeiramente admita seu medo de admitir coleira que controla o limite da sua sinceridade. Segundamente admita que mente que mentiu ontem quando disse à João que Pedro mora no seu coração de pedra. Admita seu espírito de porco anti-olímpico que não sabe perder mas finge que sabe. Admita que várias vezes várias vezes várias vezes inclusive agora tem […]

0 0 Read more

Água e sabão

26/04/2003 by in category Músicas tagged as , , ,

Tudo amolece com água e sabão Tudo amolece com água e sabão Tudo, tudo, sem exceção com água e sabão Ela diz que para tudo tem jeito que tem jeito até pro que não tem ela diz que com água e sabão eu amoleço também Ela diz e repete o bordão água mole bate em […]

0 0 Read more

Aguá e sabão (poema)

26/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , ,

Tudo amolece com água e sabão ela diz sem aspas sem trema escrevendo em cada prato um poema. Tudo tem jeito até para o que não tem ela diz embrulhando mamão em papel laminado sem pauta sem margem fazendo de si uma figura de linguagem.

0 0 Read more

Amar é burrice

26/04/2003 by in category Crônicas, Vídeos tagged as , ,

Você ama alguém? Desculpaí, mas você é muito burro! Você ama de verdade? Do fundo do coração? Então você é um completo idiota. Não importa se você ama seu pai, sua mãe, seu marido, sua mulher, seu filho, Jesus ou a humanidade, você é burro do mesmo jeito! Quer ver só? Se você ama, você […]

0 0 Read more

Antes de escrever poesia

26/04/2003 by in category Poemas, Vídeos tagged as , , ,

Antes de escrever poesia  aprenda a dançar samba, para os dias da semana  reggae, para os dias de sol  tango, para os dias de lua cheia sinta a poesia dos pés a cabeça  enquanto ela passa pela sua coluna. Antes de escrever poesia aprenda a beber água  sinta a falta de gosto sinta a falta […]

0 0 Read more

Between

25/04/2003 by in category Músicas tagged as , , , ,

Vão dizer que é mentira Vão dizer que é tolice Vão encher-se de irá Vão dizer eu não disse Vão dizer faça assim Vão dizer faça assado  Vão dizer faça nada Vão dizer fracassado Não se incomode Não se incomode assim Porque no fim é between você e god Vão dizer heresia Vão dizer egoísta […]

0 0 Read more

Criatura e Criador

24/04/2003 by in category Músicas tagged as , , ,

Até o fim Passo a passo sobre mim Na trilha do meu coração Meu destino singular Singular Até o fim Seja bom, seja ruim Não vou me economizar Ser o que sou Seja o que for Me experimentar Me experimentar Ser o que sou Seja o que for Me experimentar Criatura e criador    

0 0 Read more

Colírio colorido

24/04/2003 by in category Contos tagged as , , , ,

Luzes da china piscando na árvore de natal.  Abre câmera, plano geral.  Duas aeromoças dividem os passageiros da clínica em alas. A aeromoça loira queria ser aeromoça. Sonhava casar com o piloto da rota São Paulo-Paris. Subir com ele na Torre Eiffel. Estudou. Passou no concurso. Mas foi barrada no exame médico por astigmatismo. Depois de […]

0 0 Read more

Desista

23/04/2003 by in category Imperativos, Poemas, Vídeos tagged as , , , ,

Você acredita que a resposta  está no livro do coelho? No disco do lobão? No horóscopo chinês? Na poesia russa? Num evangelho que ainda não foi escrito por um cara que ainda não nasceu que mora num planeta que ainda não foi descoberto? Desista! Não sei quem foi que lhe disse nem por que acreditou, porém […]

0 0 Read more

AUTOR


Meu nome é Marcelo Ferrari. Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

        

Scroll Up