Tag: Comida

Aguá e sabão (poema)

26/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , ,

Tudo amolece com água e sabão ela diz sem aspas sem trema escrevendo em cada prato um poema. Tudo tem jeito até para o que não tem ela diz embrulhando mamão em papel laminado sem pauta sem margem fazendo de si uma figura de linguagem.

0 0 Read more

Boacumba para vencer vícios

25/04/2003 by in category Boacumba, Crônicas tagged as , ,

Ingredientes: 1 caixa de Bis1 pacote de Doritos.Edição completa do seriado Lost. Preparo: Coloque o primeiro episódio da primeira temporada do seriado Lost no seu aparelho de DVD. Sente-se no sofá. Coloque a caixa de Bis e o pacote de Doritos no seu colo. Aperte o play e comece a assistir o primeiro episódio. Não […]

0 0 Read more

Escutando sopas

22/04/2003 by in category Poemas tagged as , ,

Comecei escutando sopas depois escutei um limão a capela frente a frente nota por nota gomo a gomo Se você ainda mastiga  cardápios e hábitos permaneça escutando sopas escutando sopas escutando sopas escutando sopas (no repeat) até o dia amanhecer no céu da boca Em casos graves de bloqueio clariauditivo escute soro caseiro e paçoquinha amor

0 0 Read more

Eu crente

22/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , ,

Eu acredito em bacalhau. Juro por tudo que há de mais salgado. Gomes de Sá não me deixa mentir.  Como bom brasileiro acredito em banana: natural, frita, nanica e dourada na manteiga.  Banana verde, não. Dá azia. Acredito em tomate com sal. Pizza com tomate  e torta de tomate. Suco de tomate é alucinação  coisa de baba […]

0 0 Read more

Músico no churrasco

14/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , , ,

Sim, você recebe muitos convites, mas não se iluda, você jamais foi, é ou será convidado para um churrasco.  Quando lhe dizem gentilmente “Vai ter um churrasco em casa, aparece lá!”, você não está sendo convidado para participar e sim para animar a festa. Você é a banda do Zé Pretinho. “Aparece lá!” não é […]

0 0 Read more

Porque deus criou o homem

11/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , ,

Primeiro, Deus sentiu desejo, feito mulher grávida. Só que naquela época ainda não existia desejo. Então, Deus sentiu um treco, um troço, um deusconforto, tipo coceira no nariz. A coceira foi aumentando e foi dando uma vontade de mexer.  Como Deus era tudo e não tinha para onde ir, o jeito foi Deus se remexer, ensimesmado de coceira. Mexe, […]

0 0 Read more

Prato feito

11/04/2003 by in category Poemas tagged as , , ,

Escrevo à francesa para quem tem fome de mac donalds se deseja um quarteirão estou na esquina. Escrevo sashimi para quem tem pressa de xixi. se deseja w.c. estou ocupado. Escrevo vegetariano para quem tem sangue de boi se deseja à la carte sou prato feito.

0 0 Read more

Refeição do amor

09/04/2003 by in category Crônicas tagged as , ,

Quando o amor chegar ele não irá direto ao seu esconderijo de restrições. Não abocanhará seu medo numa única refeição. O amor irá lhe comer pelas bordas, feito sol derretendo geleiras. Amor é irracional, mas não é burro. Se o amor jogasse no incondicionaldeirão você fugiria escaldado. O amor fará o simples: ficará ao seu lado, feito o mais […]

0 0 Read more

AUTOR


Meu nome é Marcelo Ferrari. Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

        

Scroll Up