Seu moço

08/04/2003 by in category Músicas tagged as , , , with 0 and 0

Seu moço, por favor,
me diga se o senhor
conhece aonde vai dar esta estrada

Seu moço, por favor, me diga
pois não sou formiga
nem pretendo seguir a boiada

Eu percebi, já passei por aqui
sua cara não me é estranha
seu moço será, que eu nunca vou parar
de andar em volta da mesma montanha

Esquerda ou direita?
Qual é a receita?
Seu moço, me diga se tem diferença.

Seu moço bem dito
eu juro que acredito,
e isso pra sempre será minha crença

Desculpe, perdão, não faça isso não!
Isso daí não ajuda ninguém.
Seu moço, seu moço, será o fundo do poço?
O fundo do poço mais fundo que tem?

Seu moço, sabe o que foi
eu tive um boi
ele era o mais gordo da criação

Comeu tanto capim, mas tanto capim,
para chegar enfim,
embaixo do chão

Seu moço eu já sei onde foi que eu errei:
Eu não sou boi, eu sou passarinho!
Seu moço obrigado, por ficar calado
deixando eu mesmo achar meu caminho.

Créditos

   

Leia mais:
Compreenção com cedi... Socorro parou em frente a gôndola. Encarou o fetiche de páscoa. Com aquele d...
Vaca amarela online Sei que não é aconselhável tocar no assunto, com pena de comer toda bostadel...
Não tenho saco para ... Não tenho saco para poesia! Aliás, tenho: saco de lixo Carlos Cabral de Andr...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up