Ser Humano Futebol Orfão

08/04/2003 by in category Crônicas, SHFC tagged as , , , , with 0 and 0

William Miller era um garoto de 16 anos. Seu sonho era ser escritor da revista Rolling Stones. Logo no começo do filme, William se encontra com o veterano escritor Lester Bangs. Percebendo a ingenua e pulsante paixão do rapaz pelo rock and roll, Lester tenta convencê-lo a escolher outra profissão. “O rock and roll perdeu, Willian. Eles venceram!”, diz Lester. 

Hoje me dei conta que o conselho de Lester se aplica também ao futebol. Desde a copa de 1982, quando tinha 16 anos, a cada 4 anos, espero ver um time brasileiro jogando como o time de 82. Jamais se repetiu. Seleções tiveram, até campeãs, mas time, nunca mais vi. 

Eles venceram e o sinal está fechado para nós, que somos órfãos de 82.

Leia mais:
Vaca amarela online Sei que não é aconselhável tocar no assunto, com pena de comer toda bostadel...
Ser Humano Futebol T... Uma bola de capotão ultrapassa uma linha branca entre duas traves. Só isto. ...
Ser Humano Futebol T... Amante do futebol pode até escolher um time para brincar de rivalidade, mas ...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up