Sentido da vida

08/04/2003 by in category Poemas tagged as , , with 0 and 0

Separar feijão
só faz sentido
quando vem alguém
para o jantar.

Espumar de raiva
só faz sentido
quando temos
quem matar.

Passar perfume
só faz sentido
porque outro nariz
sente o cheiro.

Bater na porta
só faz sentido
quando tem alguém
no banheiro.

Xingar a mãe
só faz sentido
quanto a mãe
não é nossa.

Ouvir bossa
só faz sentido
quando nos deixam
na fossa.

Abraçar
só faz sentido
quando tem outro
ao lado.

Afinar violão
só faz sentido
quando alguém percebe
o desafinado.

Botar a culpa
só faz sentido
se for
no vizinho.

Sexo
só faz sentido
quando não
é sozinho.

Jogo de futebol
só faz sentido
quando há time
para torcer.

Rezar
só faz sentido
quando há
no que crer.

Um só
não faz
sentido 
algum. 

Um só faz sentido
quando sente
outro
um.

Leia mais:
Dia das donas Dona Florinha, Dona Zefa, Dona Neusa, Dona Regina, Dona Fátima, donas do mun...
Joia de família — Toma pra você. — O que é isto, pai? — É um problema. — O que faço co...
Coitada Coitada! - Coitada por que? Porque o queixo é alpinista porque não ser...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up