Sem palavras

08/04/2003 by in category Músicas tagged as , , , with 0 and 0

Se fosse possível
falar sem palavras
como o vento

Se fosse possível
soprar um por cento
do meu sentimento
no ar

Te daria o meu irrestrito
mais amplo vasto e infinito grito
num alfabeto de sons e fonemas
só pra dizer: te amo (x2)

Se fosse possível
roubar das sereias
o tom

Se fosse possível
por sangue nas veias
do som
e cantar

Créditos

   

Leia mais:
Soldadinho de chumbo Muito pior do que gripe suína são os casos de alquimia às avessas. Pessoas e...
Tributo da tribo cantamos em bloco em loco em coro estamos a começos a meiosafinsa sim afinid...
Revólver não resolve... Matar o outro não resolve. Você mata um e vem outro. O mato, por exemplo. ...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up