Porque deus criou o homem

11/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , , with 0 and 0

Primeiro, Deus sentiu desejo, feito mulher grávida. Só que naquela época ainda não existia desejo. Então, Deus sentiu um treco, um troço, um deusconforto, tipo coceira no nariz. A coceira foi aumentando e foi dando uma vontade de mexer. 

Como Deus era tudo e não tinha para onde ir, o jeito foi Deus se remexer, ensimesmado de coceira. Mexe, remexe, torce, contorce e Deus entendeus! Era vontade de comer goiaba. Onde comprá-las se ainda não existia feira, supermercado e sacolão? Foi então que Deus decidiu criar o mundo.

Primeiro Deus criou o chão para ter onde plantar as sementes de goiaba. Depois criou um reservatório de água e chamou de oceano. Depois criou o sol para fazer a água do oceano evaporar e virar chuva, ou seja, criou o primeiro sistema de irrigação. Foram sete dias de plantio. Além de semente de goiaba, Deus plantou um monte de ideias que teve durante a semana.

Passado um tempo, as goiabeiras já crescidas, ficaram carregadas. Quando a primeira goiaba madurou, Deus foi pegá-la no pé. Foi aí que Deus percebeu que estava faltando alguma coisa. Para saciar seu desejo de comer goiaba, Deus precisava ter boca, dente, língua e paladar. Coisa que ele não tinha. Coisa que ninguém tinha.

Então, Deus criou o homem.

Leia mais:
Sovaco do Cristo Fui no Cristo Redentor. Segunda vez. Não me lembrava mais do tanto que preci...
Parede Quer fazer a diferença? Construa uma parede. Quer mudar o mundo? Pin...
Poema Banguela Você não fala mais perdeu os dentes não importa o quanto tente você qu...
Espalhe a palavra!

AUTOR


Meu nome é Marcelo Ferrari. Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

        

Scroll Up