Poesia é besteira

11/04/2003 by in category Crônicas tagged as , with 0 and 0

Era um dia besta. Bestávamos uma maneira besta de bestar a aula besta. As meninas bestavam stop. Os meninos bestavam futebol. Foi quando o professor besta, pediu para um moleque besta se levantar e ler sua redação em voz bestial. O bestão ficou abestalhado. Desembestados, começamos a bestar dele. Tratava-se de uma história besta, onde umas pessoas bestas, iam para uma festa besta e comiam um bolo besta. De repente, o professor deu pause naquela besteira e repetiu a frase besta que o moleque havia acabado de bestar: “O bolo causou polêmica no estômago dos convidados”.

Foi assim que descobri que poesia é besteira.

Relacionados