Pecado de poeta

11/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , with 0 and 0

Não se envaideça
a mão também
escreve o poema
a narina, o fígado
o café da manhã
a notícia lida
de ponta cabeça.

Não se envaideça
com o troféu
com as palmas
não amarre a alma
na obrigação
de atingir
uma meta.

Aliás, aliado
se envaideça sim
mas não sozinho
vá até a praça
multiplique
e compartilhe
o pecado.

Relacionados