O dia que o um deu dois

12/04/2003 by in category Poemas, Vídeos tagged as , , , , with 0 and 0

Não sei ao certo, pois ocorreu numa época em que deus ainda não havia inventado nem certo, nem errado. Lembro apenas que estava sentado em volta de uma fogueira de pensamentos quando deus me disse: você é, sempre foi e sempre será eu. Depois acendeu um baseado feito com folhas da árvore do bem e do mal, comprido como cascavel, e me deu para fumar. Quanto mais eu fumava, mais me esquecia que eu era eu.

Então, com voz de fumaça, deus me perguntava: quem é você?
Eu respondia: pedra sabão!
Deus ria.
Quem é você?
Eu respondia: samambaia!
Deus ria.
Quem é você?
Eu respondia: urubu!
Deus ria.
Quem é você?
Eu respondia: peixe espada!
Deus ria.
Quem é você?
Eu respondia: Carlos Drummond!
Deus ria.

Depois deus me perguntou: o que vê na fogueira?
Eu respondi: altura, largura e profundidade
cheiros, sabores e tatos
emoções e juizos de norte a sul.

Deus riu, riu, riu…
Até o dia do apocalipse.

Leia mais:
Cadê os Caras? Cadê os Caras? Não sei! Ninguém sabe! Sei que os Caras estão na política, na...
Outra vida Dessa vida só se leva a vida que se leva boa ou ruim, é inevitavelmente ...
Boacumba para salvar... Ingredientes:Vergonha (em pó), 2 atitudes (em cápsulas), 1 caneta esferográf...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up