Não sei

13/04/2003 by in category Músicas tagged as , , , with 0 and 0

Não, não sei
se o que trago nas costas são
as apostas que ainda não
se cumpriram ou se cumprirão

Não, não sei
se o que mostro num sorriso feito
é oposto do que sente o peito
e se isso é algum defeito

Mas eu sei que a morte é manca
sei que o medo e a crença estanca
sou sozinho e meu caminho
eu mesmo traço

Sei também que a vida é franca
que a dor de dentro arranca
sou sozinho e meu caminho
eu mesmo faço

Não, não sei
se o que eu vejo pelo mundo
é o mundo ou pano de fundo
para um outro muito mais fecundo

Não, não sei
se o que busco é o que entrego
se o que eu quero é o que eu nego
se estou vivo ou se estou cego

Créditos

   

Leia mais:
Antes de escrever po... Antes de escrever poesia  aprenda a dançar samba, para os dias da sema...
Mantra do meditador Abri a porta e entrei no nariz latejante. Virei nariz. Ao invés da dor dimi...
Não tenho saco para ... Não tenho saco para poesia! Aliás, tenho: saco de lixo Carlos Cabral de Andr...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up