ÍNDICE

Homem avestruz

19/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , , with 0 and 0

Adoro artistas de rua.

Me lembro de um chamado Homem Avestruz, que vendia uma pomada de peixe-elétrico que servia para passar em tudo, até no vestibular!

Avestruz engolia relógios, garfos, cacos de vidro, tesouras, e, no ponto alto do show, engolia um cadeado fechado e depois o retirava aberto do estômago.

Certa vez, passei pela esquina onde ele ficava e perguntei a um palhaço que estava se apresentando ali: “Cadê o Homem Avestruz?”. O palhaço ficou sério e respondeu: “Engoliu cinco balas de revólver e morreu!”.

Tem feridas que nem a pomada de peixe-elétrico consegue curar.

Leia mais: