Fantasma do café com leite

21/04/2003 by in category Crônicas tagged as with 0 and 0

Acordo cedo e vou tomar café no camelô. Na verdade, cameloa, uma moça simpática que além de servir café com leite, faz um delicioso bolo de fubá. Ela está conversando, como de costume, com um homem nordestino, que também como de costume, aparece pra tomar café na mesma hora que eu. Ele sempre ignora minha presença, mesmo quando meu pedido de “Mais um, por favor” interrompe sua conversa.

Desta vez, ele está contando uma história de fantasmas. Ele e a moça estão rindo a beça. Aproveito pra contar sobre um susto meu. Conto e damos risada juntos, os três. É incrível. Pela primeira vez, depois de meses, o homem reconhece minha presença e faz um comentário sobre minha história como se eu fosse nordestino também.

Ficamos ali conversando um tempo. Na hora de ir embora, me despeço, desejando bom dia aos amigos matinais. Eis que o homem fica constrangido. Ele se dá conta que conversou com outro fantasma, eu. Em estado de susto, responde com um olhar que diz “Você não pertence ao meu mundo, já se intrometeu demais, agora vá embora”.

Claro que pertenço ao seu mundo, comungamos do mesmo café com leite! Eu penso. Mas não digo. Pois são as palavras que separam o café do leite.

Relacionados