Eu crente

22/04/2003 by in category Poemas tagged as , , , , with 0 and 0

Eu acredito em bacalhau.
Juro por tudo que há de mais salgado.
Gomes de Sá não me deixa mentir. 

Como bom brasileiro
acredito em banana:
natural, frita, nanica
e dourada na manteiga. 
Banana verde, não.
Dá azia.

Acredito em tomate com sal.
Pizza com tomate 
e torta de tomate.
Suco de tomate é alucinação 
coisa de baba ovo
metido a uva.

Acredito em sorvete de palito. 
No verão: Que os pratos quentes 
ardam no fogão!

Já acreditei em iogurte,
natural e sobrenatural.
Até que meu estômago me mostrou
a realidade dos gases. 

Vinho só acredito vendo
tipo São Tomé 
realidade doce e barata.
Não acredito em vinho caro
nem que me paguem.
Apesar de reconhecer que 
esperar vinte anos
para abrir uma garrafa 
é um ato de fé.

Leia mais:
Eu te amigo Não quero só sexo Não quero entrar na sua vida pelo mesmo buraco qu...
Vida de máquina de l... Conversando com uma máquina de lavar. — Onde você está indo? — Lugar ...
Evangelho para busca... Ó buscador amado que atravessa mil e uma noites na fantasia de me en...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up