Dorlícia jogou a toalha

23/04/2003 by in category Crônicas tagged as , , , with 0 and 0

Por melhor atriz que fosse, não conseguia esconder a mentira. “Por favor, me digam o que vocês querem, meu papel aqui é só ajudar vocês!”. Por melhor atriz que fosse, seu tom de voz jogava tomate na sua cena de prostituta. Como ensinar orgasmo sentindo tpm?

Dorlícia não estava lá só para ajudar. Ser humano algum está lá só para ajudar. Quem está lá só para ajudar são martelos, alicates, chaves de fenda, etc. Seres humanos não são ferramentas. Seres humanos desejam, ardentemente, inspiradamente, com paixão.

Claro que ser desejoso por tem suas dores e delicias. Era justamente dor o que Dorlícia estava sentindo. As circunstancias estava martelando sua paixão secreta. Martelada na unha da paixão, dói, entorta o desejo, mas não mata, põe a prova. Frustração é lei de Darwin aplicada a paixão. Qual mentira vamos verdadeiramente viver, a mentira que queremos, ou a mentira de que o mundo quer para nós?

Com o desenrolar da coluna, Dorlícia foi reconhecendo seus pretextos. Por melhor atriz que fosse, jamais conseguiria fingir delicia sentindo dor. Nem precisava. Afinal, Dorlícia também queria ser autora do seu próprio teatro.

Relacionados