Dois braços

23/04/2003 by in category Poemas tagged as , , with 0 and 1

Tenho dois braços
um que pensa, um que sente.
Viver é esmagar-me no abraço
do coração com a mente.

Pensar é limitar
vestir um escudo.
Sentir é chiclete de mascar
miolo de pão, conteúdo.

A palavra é seta.
Sentir é palavra não dita.
A régua mata na reta.
O compasso ressuscita.

Pensar é ter um falo.
Sentir é fêmea.
Pensar é estar só, fechá-lo.
Sentir é alma gêmea.

O objeto, pelo olho, é visto
pela mente, é concebido.
Pensar é lembrar o vivido.
Sentir é cristo.

O pensamento é operário
que trabalha e conclui.
Sentir é vigário
que medita e intui.

Pensar é recortar
por uma divisa.
Sentir é vestir todo ser
com a mesma camisa.

Tenho dois braços
um que pensa, um que sente.
Viver é esmagar-me no abraço
do coração com a mente.

Relacionados