Chato

24/04/2003 by in category Poemas, Vídeos tagged as , , with 0 and 0

Profissão?
a moça me pergunta.
Sou chato.
Chato! Como chato?
Chato, ué!
Mala sem alça
pentelho
chato, chato, chato.
Só faço o que quero
e quando quero.
Só gosto do que gosto
e quando gosto.
Só amo o que amo
e quando amo.
Só penso o que penso
e quando penso.
Sou chato
chatonildo
chatornaldo
chatotô.
Sou pé no chato.
Sou mais que chato
sou chato com aço
sou chataço!
Você só é você
diz a moça.
Eu comigo, sim.
Para o outro, sou chato.
Mas tudo bem
escreve isto no formulário.
Profissão: eu.

Leia mais:
Cara que risca os fó... Desde que me entendo por vela estou procurando o cara que risca os fósf...
Louco como nós Se você é tão louco como nós então deixe transpirar seus sentimentos O ...
Cada poeta Cada poeta tem seu jeito de ir longe no perto e abrir deserto. Cada poe...
Espalhe a palavra!

Marcelo Ferrari


Nasci ontem. Quando fiz dez anos, completei dezoito. Tenho um chinelo azul com alça vermelha que não serve para poesia. Escrevo o que a inspiração põe e a expiração tira. Não uso heterônimos, sou usado por eles. Só sei ser sendo, dançar dançando, escrever escrevendo e ferrari ferrariando. Minha literatura não é pá pum e pronto! É pá pum escreve. Pá pum lê. Pá pum edita. Pá pum relê. Pá pum reedita. Pá pum rerelê. Pá pum rereedita. Até que pá puta que pari! Nunca estarei ponto! E pronto! Me imagine tocando violão. Sempre. Ininterruptamente.

emailferrari@yahoo.com.br
 

    


© 2017 · FERRARIANDO · Marcelo Ferrari
Scroll Up